sexta-feira, 22 de julho de 2016

Programa Mais Médicos é provisório, diz Ricardo Barros, ministro da Saúde

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou nesta quinta (21), em entrevista à Folha que o programa Mais Médicos é “provisório”, uma vez que, na organização dos serviços de saúde, cabe aos municípios a responsabilidade de contratar os médicos, e não ao governo federal.

A afirmação contraria a posição de ministros anteriores da gestão da presidente afastada Dilma Rousseff, para os quais o programa, inicialmente temporário, “veio para ficar” e poderia continuar até depois de 2026, quando terminam as metas para formação de novos médicos. 

Barros não estipulou prazo para o final do programa, mas afirmou que o pacto federativo determina que é de competência dos municípios a execução do sistema de atenção básica de saúde. “São eles que deveriam contratar os médicos. Mas temos 2.500 municípios que só têm médicos do Mais Médicos.” NATÁLIA CANCIAN FOLHA DE BRASÍLI

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Terroristas divulgam 'manual' para ataques nos Jogos do Rio

Extemistas islâmicos publicaram na rede social Telegram recomendações de 17 técnicas a serem usadas em atentados terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que começam no dia 5 de agosto. De acordo com a especialista norte-americana em contraterrorismo Rita Katz, os extremistas deram instruções para possíveis ataques, assim como um cronograma de ações.

Entre as técnicas citadas, estão atentados a aeroportos e meios de transporte públicos, esfaqueamento, envenenamento, sequestro de reféns e veiculação de falsas ameaças. Os jihadistas também pediram para que os chamados "lobos solitários" (pessoas que atuam sozinhas em ataques) se dirijam ao Brasil. Na última segunda-feira (18), Rita Katz, que trabalha na agência de contraterrorismo SITE, informou que um grupo no Brasil havia declarado lealdade ao Estado Islâmico (Isis, também chamado de EI ou Daesh). Eles criaram um canal no Telegram com o nome "Ansar al-Khilafah Brazil". Foi a primeira vez que alguém da América do Sul explicitou uma suposta aliança com o EI...ANSA). Todo cuidado é pouco.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Bolsonaro tenta mosh e cai direto no chão

sábado, 2 de julho de 2016

“Vaquinha” na internet para pagar despesas de Dilma com viagens de avião arrecada mais de R$ 585 mil e supera meta

(Foto: José Cruz/ ABr)
Meta era arrecadar R$ 500 mil (Foto: José Cruz/ ABr)
A campanha criada na internet para financiar as viagens de avião da presidenta afastada Dilma Rousseff pelo País bateu a meta inicialmente proposta em pouco mais de dois dias. A plataforma digital foi lançada na quarta-feira (29). Na noite de sexta-feira (01), a “vaquinha virtual” atingiu os R$ 500 mil pretendidos. No início da tarde deste sábado (02), o valor arrecadado ultrapassou R$ 585 mil.

As criadoras da “vaquinha” no site Catarse são duas antigas amigas da petista,Guiomar Lopes e Celeste Martins, que atuaram com Dilma no combate à ditadura militar. No vídeo de apresentação da iniciativa, elas afirmam que a ferramenta é uma forma de viabilizar a continuidade da luta pela democracia.“Achamos importante abrir uma conta onde as pessoas pudessem fazer doações e haver disponibilidade de recursos que a presidenta pudesse usar para as suas viagens,” disse Guiomar. (AE)

Polícia investiga fraude em licitações de equipamentos para modalidades olímpicas

Por: Lancepress
Polícia investiga fraude em licitações de equipamentos para modalidades olímpicas Vanderlei Almeida/AFP
Novamente o esporte olímpico brasileiro está envolvido em polêmicas. Com a realização da Olimpíada no Rio de Janeiro, as Confederações esportivas no país receberam um valor recorde de investimentos de ordem pública e privada e, segundo uma matéria do site da ESPN Brasil, ao menos R$ 22 milhões que deveriam ser destinados a equipamentos aos atletas foram desviados. 

Pelo menos quatro confederações olímpicas e uma paralímpica fariam parte de um grande esquema que teria fraudado licitações e superfaturado compras. Os itens, licitados e comprados com dinheiro do Ministério do Esporte, teriam sido fraudados nas confederações de esgrima, tiro com arco, taekwondo, tiro esportivo e na Associação Brasileira de Voleibol Paralímpico, além de clubes que patrocinam atletas olímpicos.

terça-feira, 21 de junho de 2016

Piauí tem 23 cidades com número maior de eleitores que habitantes

TRE reconhece que a situação é um indício de irregularidade.
O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí identificou 23 cidades onde o número de eleitores é maior que o de habitantes.De acordo com o TRE-PI, 29 municípios piauienses estavam nessa situação. A Justiça Eleitoral fez revisões em algumas delas e o número caiu para 23.

A reportagem do PI TV 2ª Edição esteve em uma dessas cidades: Nazária. Por lá, tem muita gente insatisfeita. Segundo os moradores, muitas pessoas só aparecem no município no dia da eleição.

Maria Do Carmo mora em Teresina, mas é professora em Nazária. Ela optou em votar lá porque acredita ser mais fácil cobrar dos gestores. “Votando aqui acho mais fácil cobrar que me deem subsídios, não só para mim, mas para os demais servidores do município, pra que a gente possa desenvolver um bom trabalho”, falou.

Assim como a professora, o número grande de pessoas que não moram em Nazária são eleitores do município, que foi desmembrado da capital. A cidade é a mais nova do estado, com apenas oito aos de emancipação e é também o que mais apresenta distorção entre população e eleitorado. São 8 mil habitantes e mais de 9 mil pessoas aptas a votar.

Na lista estão também São Félix do Piauí e Bocaína. O próprio TRE reconhece que a situação é um indício de irregularidade.

“O que o TRE pode fazer é identificar esses eleitores e ver em que situação eles foram transferidos. Se constatar irregularidade, ele terá o título cancelado”, disse o desembargador do TRE-PI,Valério Chaves.

Quem acaba prejudicado são os moradores de cidades nessa situação. Em Nazária, famílias que há anos aguardam por um calçamento na rua em que moram, não acham justa a forma com que prefeitos e vereadores são escolhidos. “O ideal é quem é daqui votar aqui mesmo. Eu moro aqui e não vou votar em Teresina”, falou a agricultora Francisca Sousa.

Para o cientista político Valter Carvalho, esse tipo de distorção revela uma fragilidade na fiscalização das eleições. “Isso não era mais para estar acontecendo porque é simplesmente questão de verificar o domicilio eleitoral e ter critérios básicos para identificar isso, por exemplo, se a pessoa tem uma casa e alugou, que mostre o comprovante", falou.  Veja a reportagem. PI TV 2ª Edição.

sábado, 18 de junho de 2016

Janot denuncia Henrique


O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou ao Supremo Tribunal Federal o ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) por crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas em razão de conta atribuída a ele na Suíça. 

Alves pediu demissão do cargo na última quinta (16), um dia depois da divulgação de que havia sido citado por recebimento de propina na delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado...G1

Rio cidade maravilhosa

Presidente do TCE apoia decreto de calamidade e diz que irá checar cortes. Jonas Lopes defendeu as chamadas "medidas duras", prometidas pelo governador em exercício Francisco Dornelles.

Começa a ofensiva política para enfraquecer a operação Lava Jato

Se um delator da Justiça coloca um político contra a parede, o melhor é encampar a proposta para se mudar a lei da delação premiada. Se um procurador pede sua prisão, dá-se o aviso que cinco pedidos de impeachment do magistrado serão analisados.

E se alguém disser que não há isenção para fazer essa análise, você cria um fato e diz que três procuradores do grupo de trabalho da operação Lava Janot não têm condições de investigar o caso, por isso, também deveriam se declarar impedidos. 

Esta foi a maneira que um dos investigados no esquema criminoso investigado pela força tarefa, o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros(PMDB-AL), reagiu às últimas denúncias feitas por um dos delatores do esquema, o ex-senador, ex-presidente da Transpetro e ex-amigo do próprio Calheiros, Sérgio Machado... Transcrito do El pais.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Governo do Rio decreta estado de calamidade pública

O governador em exercício Francisco Dornelles (PP) aponta para a crise econômica que afeta o Estado e a queda na arrecadação, citando o ICMS e os royalties do petróleo em decreto publicado nesta sexta-feira, no Diário Oficial Estadual.

O governo do Estado do Rio de Janeiro decretou, a 49 dias dos Jogos Olímpicos, estado de calamidade pública nesta sexta-feira, 17, no Diário Oficial Estadual. No texto assinado pelo governador em exercício, Francisco Dornelles (PP) aponta para a crise econômica que afeta o Estado e a queda na arrecadação, citando o ICMS e os royalties do petróleo, como fatores do decreto.

De acordo com o governo, “a referida crise vem impedindo o Estado do Rio de Janeiro de honrar com os seus compromissos para a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016”, que começarão em menos de 50 dias. O governo também argumenta que a crise econômica “vem acarretando severas dificuldades na prestação dos serviços públicos, na saúde, na educação, na mobilidade e na gestão ambiental”. Isto é.    Brasil, Brasil, Brasil...

Henrique exonerado

O então ministro do Turismo, Henrique Alves, em Brasília (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Arquivo)
O governo publicou nesta sexta-feira (17) no "Diário Oficial da União" a exoneração do ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves.Ele pediu para deixar o cargo nesta quinta. Alves foi citado na delação premiada de um dos delatores da Lava Jato, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, que afirmou ter ter repassado ao ex-ministro R$ 1,55 milhão em propina entre 2008 e 2014.do G1

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Políticos do RN são acusados de receber propina

O ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado afirmou a investigadores da Operação Lava Jato, em depoimentos de delação premiada, ter repassado propina a mais de 20 políticos de 6 partidos.

 O novo delator da Lava Jato contou à Procuradoria Geral da República (PGR) sobre pedidos de doações eleitorais de parlamentares de PMDB, PT, PP, DEM, PSDB e PC do B. G1

Do Rio Grande do Norte também teriam recebido propina, na forma de doações, Garibaldi Alves (PMDB-RN), o deputado Walter Alves (PMDB-RN) e o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN),o senador José Agripino Maia (DEM-RN) e o deputado federal Felipe Maia (DEM-RN).

terça-feira, 14 de junho de 2016

Dunga e Gilmar Rinaldi são demitidos após reunião com presidente da CBF

Foto: Mowa Press / Divulgação-O DIA
O que já era esperado foi concretizado na tarde desta terça-feira: Dunga não é mais técnico da seleção brasileira. Junto ao treinador, caíram também Gilmar Rinaldi e toda a sua comissão técnica. Após um início complicado na campanha das Eliminatórias da Copa, a eliminação precoce na Copa América Centenário foi a gota d'água para a sua segunda participação à frente da equipe. A tendência é que Tite assuma o comando do Brasil, mas ainda não há um nome para o cargo de coordenador de seleções. 

A demissão ocorreu logo após a chegada da Seleção ao Brasil. Enquanto a equipe desembarcou em São Paulo, Dunga e Gilmar foram direto para a sede da CBF, no Rio, se reunir com o presidente Marco Polo del Nero. Ao fim do encontro, a Confederação confirmou a demissão dos dois através de uma nota oficial em seu site.

sábado, 11 de junho de 2016

Vídeo do assalto a lotérica de Felipe Guerra

 Imagens do circuito interno das câmeras de segurança da casa lotérica de Felipe Guerra, mostra o momento do assalto ocorrido no dia 25 de Maio.

Portal da Transparência do RN chega a nota 9,2 em avaliação do MPF

Aumentou a nota do Portal da Transparência do Governo do RN no Ranking Nacional da Transparência, patrocinado pela Câmara de Combate à Corrupção do Ministério Publico Federal (MPF). A nota passou de 7,8 para 9,2, fazendo o Rio Grande do Norte pular da 10ª para a 8ª posição entre as unidades federativas. 

A elevação da nota, divulgada pelo MPF nesta quarta-feira, 8 de junho, é resultado do empenho da gestão estadual para alçar sua avaliação no ranking da transparência, por meio de ajustes para aperfeiçoamento do portal www.transparencia.rn.gov.br. A análise mensura o grau de cumprimento de leis referentes à transparência no Brasil, numa escala que vai de zero a dez. 

No RN, a evolução da nota entre a primeira avaliação - realizada entre 8 de setembro a 9 de outubro de 2015 –  e a mais recente – 9 a 20 de maio - foi de 17,95%, resultado atribuído principalmente às mudanças realizadas no portal pela Controladoria Geral do Estado (Control).